Fotos
Hiperconsumo, 2010
Acrílico sobre tela, embalagens plásticas

200 x 300 x 11 cm

Coleção particular, Seul

A tridimensionalidade declarada de Hiperconsumo remete-a à categoria ambígua da pintura objetual ou tridimensional. Na superfície bidimensional da tela vemos uma composição preenchida com diferentes formas angulares e orgânicas. As formas encaixam-se, tocam-se e pressionam-se num colorido e vibrante caos organizado. Sobre a composição pictórica, preenchendo a totalidade da superfície da tela, foram fixadas dezenas de embalagens plásticas transparentes - usadas para conservar alimentos -, alterando levemente a perceção das formas e da matéria cromática. Hiperconsumo transporta-nos até ao território do consumo, do excesso e do vazio, temáticas recorrentes no corpo de trabalho da artista.

2010 I Will Survive, Haunch of Venison, Londres


2010 Sem Rede, Museu Colecção Berardo, Lisboa


LIPOVETSKY, Gilles,et al - Joana Vasconcelos. Porto: Livraria Fernando Machado, 2011.


AMADO, Miguel; LEBOVICI, Elisabeth; ZAYA, Octavio - Joana Vasconcelos: Sem Rede. Lisboa: Museu Colecção Berardo, 2010.