Home / Obras /
DRAG RACE

Atribuindo matéria palpável ao luxo que constitui a expressão própria sem restrições, Joana Vasconcelos deu vida nova a um Porsche 911 Targa Carrera. Partindo da opulência do Barroco e das curvas generosas da talha dourada, a pesquisa da artista plástica levou-a ao Mosteiro de Tibães, em Braga, expoente máximo dos motivos marinhos na talha dourada em Portugal e ao triunfal espécime dos Oceanos que integra a coleção do Museu dos Coches em Lisboa. Na concretização do projeto recorreu aos artesãos da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva – do tratamento da madeira ao douramento, passando pela cinzelagem e gravação – para criar uma obra única no mundo que também é uma celebração da perícia manual. Mesmo sem sair do lugar, figuras angelicais e plumas sensuais conferem à peça a ilusão de voo proporcionada pela velocidade, convidando a uma viagem ao charme do can-can parisiense e estabelecendo a ligação às drag races dos Estados Unidos da América a que a artista foi buscar o título.

A peça poderia ser apenas a expressão de um poder áulico e excessivo, desde logo pelo simbolismo da marca de automóvel escolhida e pela riqueza e luxo que os ornamentos da carroçaria ostentam. A talha dourada, realizada a partir de modelos barrocos originais, remete-nos para as carruagens das Embaixadas de D. João V; e, a partir daí, para a apropriação do ouro brasileiro ou para jogos de influência política internacional. Mas o acrescento das coloridas plumas de avestruz e o título escolhido imediatamente situam a peça num universo de transgressão (ainda assim consentida), num universo de fantasia e festa melancólica.
João Pinharanda
Há uns poucos anos, talvez dois, pude ver no atelier o arranque da peça, e esperei por ela com ansiedade e pude encontrá-la, agora pronta, com pura alegria. Trata-se da adulteração de um carro de marca Porsche, que em arte passa a ter o título de Drag Race, e que se vê chamado aos coches barrocos densamente adornado de talha dourada e levantando à traseira um conjunto de plumas vermelhas. A atenção aos detalhes, a exuberância e o sentido de humor - que julgo estar presente em quase tudo o que faz - tornam esta obra preponderante no percurso de Vasconcelos. Julgo que se fará, facilmente, uma das mais requisitadas para qualquer antológica. É notório o fascínio da artista pela junção entre a manualidade e o contexto palaciano. Uma espécie de universo dos carpinteiros e das bordadeiras que já não simplesmente serve o palácio, mas ocupa o palácio. No humor, vai esta graça de cada vez mais cintilar de diamante ou ouro e isso dizer tanto respeito ao luxo quanto lembrar a mão que faz. No modo como conceptualiza a arte, dando o nome, Joana Vasconcelos é honestamente um coletivo, um centro para onde convergem os saberes de equipas magníficas de fazedores. Em todas as suas entrevistas o explica. Em todas as suas obras o mostra. Diante do seu trabalho estamos, de facto, diante de um povo. Esse que revela bravura, nem que para, em tantos instantes, nos acentuar um lado terno, um lado delicado a que gostamos de pertencer.»
Valter Hugo Mãe
DRAG RACEDRAG RACE
© Lionel Balteiro
DRAG RACEDRAG RACE
© Lionel Balteiro
DRAG RACEDRAG RACE
© Lionel Balteiro
DRAG RACEDRAG RACE
© Lionel Balteiro
DRAG RACEDRAG RACE
© Lionel Balteiro
Making Of
Making Of #0Making Of #0
Making Of #1Making Of #1
Making Of #2Making Of #2
Making Of #3Making Of #3
Making Of #4Making Of #4
Making Of #5Making Of #5
Detalhes da Obra
DATA DE PRODUÇÃO
2023
DIMENSÕES
160 x 220 x 490 cm
MATERIAIS
Porsche 911 Targa Carrera, plumas de avestruz, madeira de tília esculpida, talha dourada à folha de ouro, revestimentos com pele tingida gravados a ouro fino, metal fundido, cinzelado e dourado, tecido ETRO
NOTAS
Obra produzida com a colaboração da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, Lisboa.
Obra exibida em
Plug-InPlug-In
28/09/2023 > 08/04/2024Plug-In
Ler Mais